sábado, dezembro 31, 2005

Olá 2006



Um feliz Ano Novo para todos.

segunda-feira, dezembro 26, 2005

Água-benta e nomeações...

Debaixo de uma enorme pressão, a Mesa reuniu e escolheu os melhores de 2005. Após a divulgação de outras listas menos importantes (NME, Mojo, Uncut, Q, Les Inrockuptibles) surge agora a tão esperada lista: a nossa. Aqui vai, por ordem alfabética:

  • Arcade Fire Funeral
  • Bangguru Bangguru
  • Beck Guero
  • Bloc Party Silent Alarm
  • Clap Your Hands Say Yeah Clap Your Hands Say Yeah
  • CocoRosie Noah’s Ark
  • Damian “Jr.Gong” Marley Welcome To Jamrock
  • Depeche Mode Playing The Angel
  • dEUS Pocket Revolution
  • Feist Let It Die
  • Fischerspooner Odyssey
  • Frank Black Honeycomb
  • The Go-Betweens Oceans Appart
  • Goldfrapp Supernature
  • Gorillaz Demon Days
  • Jamiroquai Dynamite
  • Kaiser Chiefs Employment
  • Kate Bush Aerial
  • Kraftwerk Minimum-Maximum (Live)
  • Ladytron The Witching Hour
  • LCD Soundsystem LCD Soundsystem
  • Madonna Confessions On A Dance Floor
  • Matthew Herbert Plat du Jour
  • Nine Horses Snow Borne Sorrow
  • Róisín Murphy Ruby Blue
  • Röyksopp The Understanding
  • Ryuichi Sakamoto Chasm
  • Sigur Rós Takk…
  • Suart Staples Lucky Dog Recordings 03-04
  • Sufjan Stevens Illinoise



Ao contrário do que se diz por aí, 2005 foi um ano farto e bom. Os trabalhos dos Arcade Fire, Beck, Bloc Party, Depeche Mode, Feist, Gorillaz, Kaiser Chiefs, Ladytron, LCD Soundsystem, Róisín Murphy e Sufjan Stevens chegavam para salvar a safra (apesar de alguns serem de 2004). Como se não bastasse, tivemos ainda o regresso dos dEUS, Go-Betweens, Goldfrapp, Jamiroquai, Kate Bush, Herbert e Sigur Rós. Stuart Staples parece ter definitivamente abandonado o seu caminho ao lado dos Tindersticks, lançando-se num excelente trabalho a solo. Curiosamente, um dos melhores discos do ano, não o é: Clap Your Hands Say Yeah foi lançado pela internet, sinal de novos tempos para a indústria musical.

Uma última nota de destaque para o álbum homónimo dos portugueses Bangguru: são bem capazes de ser the next big thing da produção nacional. A ver, no próximo ano.

Os Coldplay ainda vieram cá bater à porta, mas não, não os deixámos entrar. Em alternativa, fiquem lá com esta musiquinha, boa para entrar o novo Ano Novo. Pronto. Ide agora.

quinta-feira, dezembro 15, 2005

Come on pilgrim, you know He loves you



Sierra Rose é uma jovem soprano entendida em trigonometria. Bianca Leilani aos quinze anos andava no qué frô? em restaurantes para amealhar o dinheiro que lhe permitisse apanhar o autocarro para San Francisco. Nas horas vagas, Bianca passava os olhos por Jean Genet e Joseph Conrad. Sierra nasceu em Fort Dodge, no estado do Iowa. Bianca nasceu no Hawaii, que também é um estado norte-americano. Apesar da distância entre os respectivos locais de nascimento, Sierra e Bianca são irmãs, de apelido Casady. Desde 2003 que esta irmandade é conhecida por CocoRosie.

Noah’s Ark é já o terceiro trabalho das CocoRosie, editado em Setembro deste ano, e tem esta curiosa capa. O álbum está na nossa lista (e em muitas outras listas, bem mais respeitáveis do que a nossa) dos melhores discos de 2005. A lista (a nossa) ainda vai sair a tempo das compras de Natal.

quarta-feira, dezembro 14, 2005

Você disse 50?


Sufjan Stevens é um músico com um projecto de vida: fazer um álbum por cada estado norte-americano. A obra chama-se 50 States. Et pour cause.

Sufjan iniciou este projecto em 2003, com a edição daquele que foi o seu terceiro trabalho a solo, Greetings From Michigan: The Great Lakes State, dedicado ao seu estado natal. Retomou o projecto este ano, com Illinois. Sufjan toca quase todos os instrumentos nos seus discos.

As más-línguas do costume dizem que a este ritmo teremos o projecto concluido lá para 2050. Poderá nunca ser acabado, mas o projecto dá já resultados dignos de nota: Illinois é considerado pela crítica um dos melhores discos de 2005.

O álbum Illinois está na nossa lista de nomeações, pela mão de LS.

domingo, dezembro 11, 2005

Le jour du mariage



Cada revista, sua lista. Na sua edição deste mês, a revista Mojo publicou a sua lista dos 50 melhores discos do ano de 2005. Ao lado de discos assinados por nomes como Arcade Fire, Kate Bush, Bruce Springsteen, Ry Cooder, Franz Ferdinand, The White Stripes, U2 ou The Go-Betweens encontramos na nona posição o álbum Dimanche a Bamako, do dueto maliano composto por Amadou Bagayoko e Mariam Doumbia.

Dimanche a Bamako foi publicado em Novembro de 2004 e produzido por Manu Chao. Desde o seu lançamento, tem sido considerado como o disco africano mais importante desde Seven Seconds, de Youssou N’Dour. Em França, as vendas atingiram a marca de platina. Mas é com o lançamento de Dimanche a Bamako no mercado norte-americano, em Agosto de 2005, que os Amadou & Mariam alcançam uma divulgação sem precedentes.

Os Amadou & Mariam tocaram em Sines, a 28 de Julho deste ano, no Festival Músicas do Mundo.

quarta-feira, dezembro 07, 2005

Vinte anos é muito tempo



2005 tem sido um ano prodigioso. Há muito esperada, este ano foi finalmente publicada uma compilação dos melhores trabalhos dos Young Gods. O álbum chama-se Twenty Years e reúne o essencial do colectivo suiço. Um colectivo continental, a provar que há música para cá da Mancha.

Os Young Gods tornaram-se conhecidos do grande público através da sua participação na banda sonora do filme Sliver, de Phillip Noyce, com o tema Skinflowers.


segunda-feira, dezembro 05, 2005

As minhas nomeações

Pediram-me para avançar com as minhas nomeações para os melhores discos de 2005. Nem sei muito bem o que dizer. Comigo a coisa não funciona bem assim, numa de melhor do ano e quê. Além disso, a música que proponho sai um bocadinho da onda fajuta deste blog, onde parece que só se escreve sobre o que vem no Y ou nos suplementos do Expresso. Mas pronto. Oiçam lá coisas diferentes...
Damian 'Jr. Gong' Marley - Welcome To Jamrock
London Elektricity - Power Ballads
Calibre - Second Sun
Metalheadz (Vários) - The Winter Of Content
Influx UK - 2 Million And Rising

Pronto, já disse. Não me peçam para cá voltar antes do fim do ano (que vem).

sábado, dezembro 03, 2005

NOMEAÇÕES III











Não são os melhores de 2005 , até por que é impossível ouvir todos, mas são de certeza boa companhia e marcas nas carreiras destes senhores. Funeral -The Arcade Fire; Honeycomb - Frank Black ;Illinois - Sufjan Stevens ; Silent Alarm - Bloc Party, não esquecendo a banda virtual, não existem mas todos os conhecem.
Agora também gostava de saber as vossas sugestões auditivas. Tudo em cima da mesa.
Free Web Site Counter
Online College